Justiça determina que Governo mantenha Polícia Militar 24 horas em Maximiliano de Almeida

Compartilhe:

O Ministério Público do Rio Grande do Sul deu início à Ação Civil Pública que cominou em uma importante vitória para a população maximilianense.

A falta de policiamento nos municípios da região é um problema que existe já há algum tempo. Em Maximiliano a situação estava precária, sendo eu em um período o pelotão contava com apenas um contingente efetivo, a soldado Marla Boss. Recentemente alguns soldados foram incorporados ao Batalhão de Maximiliano de Almeida.

Contudo, o problema também é compartilhado com os municípios vizinhos de Machadinho e Paim Filho. Como medida para não desguarnecer esses municípios, havia um revezamento na patrulha entre as três cidades.

A Sentença do Juiz de Direito Eduardo Marroni Gabriel, da Comarca de Marcelino Ramos determina que o Estado disponibilize policiamento 24 horas em Maximiliano de Almeida. Conforme a decisão deve haver “três policiais em atuação concomitante no período diurno (dois para patrulhamentos e um para atendimento no batalhão), por doze horas, e dois para o período noturno, também por doze horas, para fins de atendimento e patrulhamento, initerruptamente”.

Em caso de descumprimento há multa de R$ 3.000,00 por dia para o Estado.

Fonte: Destaque News

IMG_6578-800x445

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>