Motoristas de veículos pesados estão burlando barreiras para fazer travessia na ponte férrea

Compartilhe:

A equipe que faz a manutenção da linha ferroviária entre Piratuba e Marcelino Ramos, contratada pela Associação Brasileira de Preservação de Ferrovias (ABPF), tem se deparado com um problema crônico e lamentável na cabeceira de SC da ponte Rodoferroviária de Marcelino Ramos.

Motoristas de veículos pesados, possivelmente caminhões ou algum tipo de máquina, estão desviando os obstáculos e removendo barreiras que impedem o trânsito pesado para fazer a travessia da ponte. Além de colocar a própria vida em risco, já que o trânsito acima de 4 toneladas é expressamente proibido, estes motoristas estão danificando o assoalho de madeira, prejudicando os demais que utilizam diariamente a ponte.

O trânsito pesado solta as tábuas de madeira e está deixando o assoalho em estado deplorável mais uma vez. Mesmo com sinalização e com barreiras alguns motoristas estão burlando estes impedimentos para fazer a travessia. Marcas de pneus na cabeceira mostram os desvios feitos e até remoção de barras de ferro. Estuda-se até mesmo uso de câmeras para flagrar os infratores e encaminhar as placas aos órgãos responsáveis. Pede-se a quem encontrar veículos pesados na ponte que fotografe e denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>