História: Marcelino Ramos leva nome de engenheiro carioca. Saiba quem foi ele

Compartilhe:

  DSC01245 Marcelino Ramos é um importante município na rota turística do sul do Brasil em razão de vários aspectos, entre eles o Balneário das Águas Termais. O nome está consolidado nas agências de viagens e entre os turistas que nos visitam todos os anos. Mas quem foi Marcelino Ramos? Como surgiu este nome?

  Buscando respostas para estes questionamentos nossa equipe de reportagem pesquisou livros e informações disponíveis em bancos de dados na internet. Nos primórdios, o povoado que aqui se estabeleceu, recebeu o nome de Estação Alto Urguai, mais tarde passou-se se chamar Alto Uruguai e por fim, em 1911, levou o nome de Marcelino Ramos através de uma homenagem da “Cia Auxilaire” que estava locando e explorando o trecho ferroviário.

 Marcelino Ramos da Silva era o engenheiro responsável pela construção da estrada de ferro. Ele nasceu no Rio de Janeiro no ano de 1844, filho do comendador Tristão Ramos da Silva e de Joaquina Luiza de Oliveira. Dedicou grande parte de sua carreira à construção ferroviária, tendo sido durante muitos anos funcionário da Estrada de Ferro D. Pedro II (Central do Brasil).  Marcelino Ramos da Silva assumiu o encargo de executar as obras do trecho da ferrovia São Paulo – Rio Grande do Sul. Era um projeto de seu amigo Teixeira Soares, cujo objetivo era ligar a cidade do Rio de Janeiro, já conectada com São Paulo por via férrea, às regiões de fronteira no sul do país, cruzando o interior do Paraná e de Santa Catarina. O trecho que coube a Marcelino, de 179,9 quilômetros, ligava a cidade de Passo Fundo ao rio Uruguai, na fronteira com o estado de Santa Catarina.

Seria seu último trabalho, pois logo após ele faleceu no Rio de Janeiro, onde está sepultado. Em sua homenagem foi dado o nome à cidade onde vivemos.

 

4 comentários em “História: Marcelino Ramos leva nome de engenheiro carioca. Saiba quem foi ele

  • 28 de setembro de 2017 em 20:11

    Nasci em 1958 em Marcelino Ramos. Somente agora 24/09/2017 pude ir conhecer minha cidade Natal. Pois minha família saiu de lá em 1962. É nunca mais tive a oportunidade de voltar. Ficamos hospedados no Hotel Balneario e fiquei maravilhado com toda as belas paisagens. Que rodeiam nossa querida cidade. Com certeza. Voltaremooooooosss bjs a todos conterraneos e Amigos de Marcelino Ramos,. Delícias das Jabuticabas nesta época do ano!! Valeuuuuu Galeto e Junior. Garçons SHOW DE BOLA DO HB.

    Resposta
  • 3 de maio de 2016 em 20:46

    Anualmente visito esta cidade, com uma excursão que vem de Santa Cruz do Sul-RS, para usufruir as aguas termais de Marcelino. Adoro as termas, e se hospedamos sempre no Hotel Balneário-local muito hospitaleiro e com equipe de funcionários muito atenciosos. Durante um dia de nossa estada por lá, vamos até Piratuba via estrada da antiga ponte férrea. Também já fui para as termas de Piratiba, mas deixo aqui um convite especial para as pessoas que não conhecem as termas de Marcelino, que vão conhece-las, o passeio vale a pena. Um grande abraço para todos.

    Resposta
  • 26 de maio de 2015 em 15:02

    diz a lenda que o engenheiro marcelino ramos acompanhou a construção da ponte férrea que ligava o rs à sc e na inauguração da mesma, a locomotiva puxando diversos vagões, iniciou a travessia da ponte, resultando em ruídos assustadores, parecendo que a ponte se romperia e uma tragédia estaria para acontecer. o dr. marcelino ramos, desesperado, jogou-se da ponte, terminando com a sua própria vida.

    Resposta
  • 24 de abril de 2015 em 15:05

    Bonita história sobre Marcelino Ramos , importante cidade religiosa e turística do Alto Uruguai gaúcho !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Chat with us on WhatsApp