Médico da UBS é o primeiro marcelinense a ser vacinado contra a COVID

Compartilhe:

A luta contra o temido vírus Covid, que tem sido impiedoso em todo planeta, ganha a partir desta quarta-feira (20) em Marcelino Ramos uma nova e esperançosa arma no arsenal que já estava sendo usado pelos profissionais da saúde.  A primeira dose da CoronaVac, vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, finalmente foi aplicada depois de praticamente um ano da descoberta do vírus do outro lado do planeta. O momento histórico para a saúde pública do município, muito aguardado por todos, teve como protagonista o médico Guilherme Luiz Kipper, 65 anos, funcionário mais antigo da Unidade Central Básica de Saúde de Marcelino Ramos. Dr. Guilherme, médico conhecido da comunidade, que atua há 23 anos, deu o “ponta a pé inicial” para o processo de imunização que vai acontecer em etapas. Foi o primeiro marcelinense vacinado.

A Secretária de Saúde, Isabel Fetter Barp, confirmou que o município recebeu no lote 33 doses que foram repassadas pela Coordenadoria Regional de Saúde e que serão usadas para vacinar os profissionais da saúde que estão mais expostos ao vírus. “Destas doses, 10 foram destinadas a atenção básica e nós reunimos o pessoal e definimos em grupo, de forma conjunta, a partir de critérios, quem vai ser imunizado neste momento” explicou ela. Os dez profissionais da Unidade Básica serão vacinados já partir desta quinta-feira, dia 21. São profissionais quem contato mais direto com pacientes e com a população e que precisam neste momento estar imunizados para continuar prestando os relevantes serviços na área da saúde.

As outras 23 doses foram disponibilizadas a Associação Hospitalar Marcelinense e ao SAMU. Estas duas instituições vão definir quem receberá as vacinas. O quantitativo repassado ao município foi pequeno e dentro de mais alguns dias a expectativa é que chegue um novo lote com a segunda dose, que não será suficiente para atender todos os servidores da área.  “Não serão todos os profissionais que serão vacinados nesta primeira fase” explicou a secretária.

O prefeito Vannei Mafissoni (Delfim), que fez questão de acompanhar oi início da vacinação no município, em ato simbólico com o médico Guilherme Luiz Kipper, sensibilizado e preocupado em levar a vacina para todos os grupos o mais rápido possível, disse que a administração tem gestionado junto a Associação dos Municípios e a Coordenadoria Regional um volume maior de doses. Será uma luta intensa, com pressão continua em busca da vacina que se transformou num produto de urgência  e extrema necessidade para a sociedade.

111 4444 66666

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Chat with us on WhatsApp