Novo alvará dos bombeiros aumenta lotação máxima das Termas de Marcelino

Compartilhe:

Um alvará de prevenção e proteção contra incêndio (APPCI) emitido pelo Corpo de Bombeiros de Erechim trouxe um alento para o setor de turismo de Marcelino Ramos que vem sofrendo os impactos com a pandemia que estende por quase 1 ano.

Pelo alvará anterior, que estava em vigor até esta semana, a lotação máxima das Termas de Marcelino Ramos, em dias normais (sem pandemia), era de 1.269 pessoas. Este cálculo leva em consideração as áreas externas, não edificadas, mas dentro do complexo. A nova reavaliação, solicitada pela atual administração, aumentou a capacidade das Termas de Marcelino para 4.500 pessoas por dia. “Junto com o Corpo de Bombeiros de Erechim, com o estudo que foi feito, nós conseguimos mudar esta situação, uma pena que somente agora no final do verão” lamentou o prefeito Vannei Mafissoni.

Segundo ele, muitas pessoas que não conseguiram ingressar nas Termas de Marcelino, foi justamente pelo fato do alvará anterior ser limitado. “Nós tínhamos condições de ter mudado este APPCI, mas agora fomos já e buscamos ele para evitar que isso aconteça” disse o prefeito.

Mesmo com o APPCI autorizando ingresso de 4.500 pessoas por dia, as Termas de Marcelino precisam durante a pandemia continuar seguindo a bandeira do Governo do Estado. Pela bandeira atual, laranja, o acesso diário permitido é de 25%, cerca de 1.300 pessoas. Se fosse mantido o alvará anterior, esse número ficaria em torno de 300 pessoas por dia. “Então turistas venham para Marcelino Ramos, pois estamos preparados para te atender com todos os protocolos de segurança” finalizou o prefeito Vannei Mafissoni.

Este alvará de prevenção e proteção contra incêndio foi aprovado na tarde desta sexta-feira pelos integrantes do COE – Comite de Operações Especiais de Combate a COVID de Marcelino Ramos. Ele tem validade até fevereiro de 2022.

Confira no vídeo entrevista com Lenir Loss, membro do Comitê de Operações Especiais e com o prefeito Vannei Mafissoni, para entender a importância desta mudança para o turismo local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Chat with us on WhatsApp